quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Natal um caralho!









NATAL UM CARALHO!!!!! enquanto comemoramos a maior data hipócrita existente, criada objetivando o controle tanto da igreja quanto do CAPITAL (em qualquer versão.. da manjedoura ao papai noel), tapamos nossos próprios olhos por nao aguentar ver a desgraça social que nós enquanto sociedade e ESTADO viabilizamos para enriquecer uns poucos.
Todo mundo querendo  ser "boa alma".. todo mundo meio "cult"... todo mundo com palavras de compreensão e indignação, mas não passam de palavras. Assombrados nos carros quando uma enxurrada de crianças pobres e pretas em sua maioria cercam o carro, com suas mãozinhas pedindo um presente, um dinheiro.
Suas mães nas esquinas, buscando pelo espirito natalino que a televisão impõe.. o espirito do consumismo.. despertando sentimentos terríveis de pais e mães que ao verem  seus filhos desejando um brinquedo ou comida, nada podem fazer.
Somos hipócritas!  Todos nós que construímos e mantemos esta estrutura que chamamos estado, que esmaga o oprimido, engrandece o opressor  e narcoseia os que estão no meio do caminho, chamados classe media.

Depois.. como somos fracos demais para assumir  a merda que nós mesmo fazemos... clamamos ao ser supremo chamado Estado para massacrar e aniquilar aqueles que, no fundo, so querem oportunidade de ter o que temos, inclusive dar uma voltinha nos Shoppings Centers sem serem perseguidos por seguranças, ou olhados como bixos.
Natal um caralho...O papai noel é um sequestrador que carrega a moral e a dignidade do pobre dentro daquele saco.... e as manjedouras verdadeiras estão nas sinaleiras, são pretas e pardas, maltrapilhas e , segundo os padrões sociais, tem cara de vagabundo!

Depois reclamamos quando o oprimido usa todas as maneiras para ser visto.... e depois exigimos exterminio daqueles que nos mesmos pisamos no pescoço.

Natal um Caralho!


Igor Monteiro


domingo, 7 de abril de 2013

tempos depois.. ainda sem fé!



São 03:57h da madrugada do dia 7 de abril de 2013, apesar da sensação de cansaço e dos olhos pesados e ardidos, minha mente resolveu que eu não dormirei hoje novamente. Que posso fazer? Abro a janela do quarto, observo o silêncio da rua pacata.. silencio, solidão... observo as estrelas do céu, os gatos passeando sorrateiros ...Na geladeira o resto do vinho da gostosa e burra noite anterior... gostosa pelos ocorridos, burra pelo escudo pontiagudo empunhado ao final.



Nesta madrugada, sendo viabilizado pelo teor alcoólico do vinho e pela insônia mental, consigo novamente ascender a uma realidade que dei as costas há um tempo... uma face da realidade interior! Turbulências vitais nos engrossam as cascas, ainda que o íntimo seja aquoso...e estas cascas uma vez espessas, criam pontas e espinhos que machucam a quem se aproxima, ainda que sem intenção!

Ao mesmo tempo em que o silencio e a solidão da madrugada dão força... maltratam. Sobretudo quando nas reflexões, vemos que os fantasmas interiores são tenebrosos, e assustam mesmo os mais bem adaptados ao mundo dos fantasmas.

Porque será que é tão difícil não ferir e machucar quem se aproxima com nossos próprios espinhos, ainda que eles tenham sido criados por autodefesa?

É tão triste perceber que já não há mais fé... no inicio, logo quando percebemos que a ausência dela se instaura, é tranquilo.. fácil! Mas com o tempo... a ausência de fé é tenebrosa...sobretudo porque é uma das poucas coisas que de fato não retornam quando se vai. Quando não se consegue mais ter fé em coisas simples, aprendemos a conviver com o vazio... mas uma hora este vazio incomoda...

O arrependimento é algo cruel... pois é compadecer-se de algo que não tem concerto. Como conviver com este dilema: Se desarmar, quebrar os próprios espinhos para não fazer sangrar a quem se aproxima e correr riscos de reviver coisas desagradáveis e dolorosas ou permanecer com nossa própria armadura e se adaptar as consequências dela?

Se pudesse realizar um desejo... só um.. eu desejaria voltar a ter fé nas coisas! Mas até para isto, seria necessário um resquício dela.

Há quem se seduza pelos dráculas... hoje eu penso que a vida de vampiros é uma vida digna de pena... viver eternamente se afastando das pessoas que gosta para não as fazer sofrer, viver na solidão eterna... condenando ao mesmo sofrimento os que se aproximam demais, e aparentando ser um modo de vida feliz!

É hora de deitar.. acabou o vinho... os gatos sumiram, a rua ainda silenciosa...e o coração oco contrastando com a mente cheia!

sábado, 9 de março de 2013

AUTOanálise

Bem..  trinta anos depois, parei para dar uma reavaliada sobre "quem sou eu de fato?" Todo mundo tem uma visão diferente de todo mundo... uns puxando pro lago de agradar.. outros de combater.. outros apontando supostos erros... enfim!   andei pedindo para pessoas conhecidas (próximas ou não) me mandarem um testemunho sobre a visão delas em relação ao ser Igor Monteiro, em todos os aspectos: espiritualistas, intelectuais, físicos... enfim..  a busca é pela essência do "EU"!


"AHHH... mas ele esta perdido... tadinho!" Tadinho um Kralho, é só uma questao de rever e traçar novos direcionamentos, ou aprofundar mais em situações já existentes!  Todo mundo deveria fazer isto de década em década, não para mudar e se tornar agradável aos olhos dos outros, mas para perceber se as pessoas de fato enxergam VOCÊ ou se enxergam a superfície rasa apenas...

breve alguns testemunhos ocuparão esta seção.. espero que neles venham sambem frisados os "defeitos"...

Saliva ÁCIDA, coração DOCE!




Atenção: Eu realmente não me importo com você que "não conseguiu" ler até o final, seu ego mimado nao acrescenta ou subtrai em nada meu ser!


O que mais me dói no peito é perceber que a partir da minha geração (incluindo a mesma) continua não havendo liberdade de raciocínio e de expressão... continuamos presos a "padrões" ideológicos, conceitos e preconceitos. Não só por leis segregacionistas que defendem uma "classe" ou outra... o próprio fato de se separar em "classes” é segregacionista! Sim... mesmo as leis que aparentemente são de igualdades, são segregacionistas! Não se pode clamar por igualdade desrespeitando diferenças contrarias e não enxergando que o que nos torna iguais é justamente a diferença. Aqui é "cada um defendendo o seu"!

PORÉM, hoje quem nos recrimina são os mesmos que marcharam por liberdade na época dos anos de chumbo! Nos recriminam direta ou indiretamente, tentando impor o "certo ou errado" da mente da geração anterior... querendo da mesma maneira criar e impor padrões comportamentais de "politicamente correto"... assassinando e torturando moralmente as pessoas que se "desviam dos padrões" (Seja lá que padrão for), geralmente com o argumento de que “são mais experientes e sabem das coisas” e sequer abrem a mente para admitir que tempos, idéias e padrões mudam. 

É triste ver que o descaso do território Brasileiro é mantido PELOS MESMOS que no passado marchou por igualdades e liberdades. É triste ver que de fato nunca conhecemos liberdade... hoje somos livres para andar e conversar em grupos, mas continuamos presos nos velhos conceitos e padrões expressos hoje não mais com fuzis, mas em forma de leis proibitivas... Continuamos medíocres por não aceitar diferenças e não falo destes jargões de “diversidade sexual” ou “igualdade racial” ou “igualdade política”, falo diferença de idéias mesmo, de pensamentos.

Nos foi implantado a semente do “REVANCHISMO”, onde sob o discurso de ser minoria ou oprimido, se age da mesma forma que a “maioria” e “opressores”... não crescemos em nada! Vivemos em padrões engessados e impostos! Dizer que um é preto é errado enquanto o “branco opressor” é permitido... Dizer que alguém é viado é chocante,é crime... enquanto faz-se horripilante alguém gritar o orgulho de ser Hétero...e por ai vai! Não se observa mais de fato os comportamentos em relação ao próximo, antes, restringe-se o outro ser pelo que ele fala (as letras, palavras...) Em tudo procuramos uma forma de estar “bem na fita” aos olhos dos outros... e nisto fortalecendo a pior das ditaduras, a ditadura Ideológica!

Estamos acostumados a querer ouvir o que nos agrada, em palavras doces.. senão sequer paramos para refletir no conteúdo(outra prova que vivemos de superficialidades e aparências), Isto é burrice! Um desacordo seco e direto, por incrível que pareça choca mais do que uma hipocrisia adocicada... e somos viciado no doce das aparências! Somos tão medíocres que negamos inclusive o apoio dos que não concordam conosco... dos que pensam diferentes... ao receber a noticia de apoio, tendemos a negar pelo simples fato de o outro desagradar em alguma coisa...ai criamos em nossas mentes outro "inimigo a ser combatido". Vivemos de procurar “falhas” no outro para sempre acusar...somos medíocres!

Somos hipócritas! Prefiro que todos se afastem de mim por eu ser livre para me expressar e ainda assim ser capaz de estar defendendo o direito de defesa de causas que não concordo, do que estar cercado de gente que gostam não de mim, mas de uma imagem “confortável” a elas mesmas! Não existem Heróis ou Facínoras puros... Até as rosas mais belas e cheirosas possuem espinhos que machucam e fazem sangrar... mas... aceitamos tudo, menos que exista uma face má em uma pessoa boa e uma face boa em uma pessoa má! Simplesmente ignoramos as evidencias porque nos limitamos aos conceitos de “Bom ou Ruim”, “Herói ou Vilão”, “Preto ou Branco”, “Gay ou Hétero”, "Machista ou Feminista".

Nossos inimigos quem cria somos nós mesmos! Talvez algum dia a humanidade descubra o que é de fato liberdade, talvez aprenda a conviver com o diferente, não querendo impor que são todos iguais, mas amando uns aos outros diferentes mesmo!  porque negar diferenças é preconceito e burrice...Aceitar a diferença e colocar todos no mesmo patamar de "iguais por ser diferentes" é o verdadeiro sinal de respeito!

A humanidade tem o ego mimado demais para evoluir espiritualmente !

"Eu não concordo com uma palavra do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-las!" 

(Frase de Evelyn Beatrice Hall, erroneamente atribuída a Voltaire)

sexta-feira, 8 de março de 2013

Relatividade!






Ultimamente ando meditando sobre o real significado das palavras "Minoria" e "Politicamente correto". Até então...soam tão relativas quanto E=MC²

sábado, 2 de março de 2013

A busca!


Há um tempo vem aquela inspiração interior para que eu vá em busca de quem verdadeiramente sou! Talvez, outras pessoas tenham esta mesma busca,  que não cessa, pois todas as respostas que chegam analisam apenas com superficialidades, todos procurando dizer o que vêem no estereótipo, e neste estereótipo considero também o campo dos comportamentos.

Ora, consigo me enxergar em terceira pessoa... consigo me ver do alto, como se eu mesmo andasse sempre há 20 metros de altura acima de mim... onde eu vou.. la estou eu me vendo do alto... vendo meus caminhos do alto e me direcionando no baixo. Sei exatamente como a maioria das pessoas me vêem... sei das carapaças que tenho.. das armaduras que visto.. sei do conteúdo aquoso... mas não é esta a minha busca.

O desejo quase que insuportável de me descobrir, é em uma esfera mais profunda... não no campo material, com a metafísica inerente ao material, a o interesse da descoberta é de fato no EU profundo... na essência do Ser que sou, aquele que está ligado com o todo.... e que é parte do todo mas com uma consciência individual.

E essa busca não tem prazo de término... não se encontra uma resposta em nenhum livro... em nenhuma filosofia ou religião, pois  apesar de sentir a necessidade da busca, sinto uma certeza de que eu já tenho noção da verdadeira face do EU. De repente tudo perde a graça... a profissão... a forma de viver...os livros...perdem a graça porque se mostram superficiais demais, todos com uma resposta pronta e racional... todas com uma verdade medíocre. Sem graça porque me sinto como parte do todo... sou parte do que estudo... sou parte do miserável faminto, sou parte das baleias que morrem assassinadas, sou parte do sol, da lua...sou parte do todo!

Estas velhas buscas já não me satisfazem.. busca por saber o que será depois desta vida.. busca por respostas espirituais... buscas por verdades salvadoras...busca por métodos de como me preparar... tudo isto ficou fútil e vulgar demais.  Já não me importo com o que acham de mim, nem com o rumo da profissão, nem com o que será do futuro. No momento importo-me apenas com uma coia: Olha para dentro e, através da visão do que não sou, me aproximar mais do que sou!

Alma eremita e nômade .. completa por si só! Mas que na sua completude, ainda falta entender alguns porquês....só para elaborar outros! Como escreveu e cantou o poeta: “eu e eu buscando o ponto de equilíbrio!”

Sem presa de chegar, pois o tempo não é importante!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

"Shortcut!"

Nem só de UTOPIAS vive o homem! Mas aquele que não segue nenhuma, vegeta em sua própria EXISTÊNCIA!

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

A hora do "BigBang"




Queria saber quais os meus erros para ter sido condenado a viver preso em uma gaiola pequena destas... um espírito que ocupa todo o universo, preso em um medíocre corpo humano! No geral existe um estado de contentamento... mas há momentos que eu me expando, como se minha essência se espreguiçasse dentro da matéria e é ai que a coisa fica feia... sufocante... não posso atingir as velocidades costumeiras...  não posso ser como o vento....não posso me expandir mais e por isto a forte e constante sensação de que a qualquer momento explodirei, como no “BigBang”.Pois, esta gaiola chamada corpo me aperta, me comprime, me limita. Definitivamente,  entendo os pássaros engaiolados, mas como não sei cantar, sorrio e faço sorrrir!

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Sem sentido

E todo dia me pergunto: "qual o sentido da vida?" ...
E todo dia me respondo: "não há sentido em viver..."
E todo dia me certifico: " são tantas as possibilidades e esferas de existências que um único sentido é pouco... não há sentido, siga para onde quiser.. aqui ou lá"

Vende-se Sentimentos





Tem gente que detesta ficar sozinho porque necessita receber do outro afeto, carinho e coisas do tipo ... a auto suficiência emocional é quase perfeita... uma virtude! só não é perfeita porque ela não extingue o sentimento de necessidade de doação destas coisas. Ficamos tão cheios de amor, carinho, afeto, etc... que quase transbordamos, e como não é algo derramável em qualquer lugar, somos obrigados a conviver com a sensação de estar prestes a explodir, sensação esta que se traduz em tristeza, não pela falta, mas por não ter em quem derramar os sentimentos que transbordam de nós.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Do Jabar a Picanha: Todos passam pela prova de fogo!




Óbvio que me compadeço dos familiares das vítimas lá do incêndio.. foi triste.  MAS VÃO TOMAR NO CU! Começa a aparecer pedido de ajuda... a mídia (que tem  todo seu eixo voltado para o centro sul) bombardeando as mentes com a desgraça ocorrida.. e agora surge um monte de pedido de apoio humanitário.
Apresentadores medíocres falando descaradamente e abertamente em redes nacionais que aquele pessoal lá é “Diferente” é “mais inteligente” quase como se falasse que é o povo “escolhido do altíssimo”. Inúmeros outros imbecís, pseudo-nazistas xenofóbicos o tempo todo dando uma de “raça superior” e quando a dor é por la, viram humanos que precisam de ajudinha? E tem como ferramenta de pegar otário, as principais vias de comunicação...
AQUI EM MINHA TERRA... DO LADINHO temos irmãos MORRENDO QUEIMADOS também, não por causa de um incêndio em uma casa de espetáculo enquanto todos torram dinheiro se divertindo, mas queimados pelo sol e pela seca, com falta d'água para beber, crianças passando necessidade, senhores e senhoras sem perspectiva de nada, esperando apenas pela água que vem do céu para que os grãos que, em vão, lançam à terra possam dar o sustento.
Homens, mulheres, crianças, animais MORRENDO QUEIMADOS e AINDA VIVOS, sem espaço para lamento, sem direito de auxilio massivo das redes de comunicação... malmente uma chamadinha em um jornal ou um programinha em uma revista eletrônica. Não há apresentadores compadecidos e clamando por ajuda em seus programas, afinal... “são só nordestinos”!

Taxam-nos de sermos encosto no desenvolvimento nacional, taxam-nos de sermos mendingos que vive de bolsa miséria, taxam-nos de tudo quanto é praga...e no entanto servimos para ajudar, para mandar ajuda humanitária e o Kralho a 4. E SERVIMOS MESMO!
Servimos porque a miséria, o descaso, os lamentos em prantos no nordeste é rotina... é todo o ano e por muitos anos, não ocorre apenas quando tem desastres ocasionais.. nossos desastres são, antes de tudo, naturais..  e se muitos se espantam com a Boate que impediu a saída de pessoas para que elas pagassem as contas, aqui nós nos espantamos diariamente com as mortes ocasionadas pelas misérias do nordeste que só existem ainda por safadeza política, por esquecimento que Nordestino também é brasileiro e que tem que investir em planos de ajuda.
Peço ao Altíssimo que console os familiares de todos os mortos  neste terrível acidente do RS, mas peço diariamente que sejam consolados os viventes do sertão, do agreste brasileiro, que vivem por fé, que são diariamente “carbonizados”  pelas condições cruéis e pelo descaso do governo. Este que quando se habilita em fazer algo pelo sertão, é em virtude de plantações de “gente lá de baixo” que não pode perder as uvas....aí o nordeste aparece nos ‘plim-plins” da vida...

É de nossa natureza ajudar, porque quem vive na miséria sabe a dor que é estar na miséria, mas deixemos de SER HIPÓCRITAS, ajudemos quem precisa de nós diariamente e que está ao lado... depois, podemos até cair na cilada midiática da comoção massiva.”O sertanejo é antes de tudo um forte” (Euclides da Cunha).

Igor Monteiro

@Igor_R_T_M
#IRTM

domingo, 27 de janeiro de 2013

shortcut a respeito da Ciência

A ciência!!!!!! panteão de mortais endeusados por outros endeusados mortais!